Aos pais

Como prometido, aqui fica a lista dos conteúdos a preparar para as provas intercalares do 2º ano que decorrerão na próxima semana.

Bom trabalho a todos.

Preparação avaliação intercalar

folha_segundo_lapis

Caros pais,

O meu nome é Ana Valente e serei a professora do primeiro ano do vosso filho/a! Será um ano especial para todos, especialmente para o vosso educando. A ansiedade de pais e filhos é normal, contudo a mesma deverá ser controlada, de modo a que a sua não seja transmitida à vossa criança. A seu tempo, ele será protagonista de pequenas/grandes conquistas, partilhando experiências e emoções que não esquecerá.
Sei que as expectativas em relação à professora do vosso educando são muitas (também sou mãe e já passei pelo mesmo) no entanto, posso assegurar-vos que farei tudo o que estiver ao meu alcance para que este seja um dos melhores anos da vida dos vossos filhos. Claro que haverá momentos bons e desafios que poderão suscitar alguma dificuldade, mas de certeza que com o envolvimento efetivo de todos os intervenientes, o clima que se conquistará será muito agradável e positivo. Espero contar com a vossa participação na sala de aula, em momentos de partilha por exemplo relacionados com a sua profissão ou hobbies, momentos de poesia/leitura, culinária, jogos,… Será sempre bem-vindo e a sua presença será preciosa para a dinâmica das aulas que deverão ser estimulantes e diversificadas.
Espero virmos a construir uma relação saudável. Estarei sempre disponível para assuntos que queiram discutir sobre o vosso educando, assim como espero que estejam presentes sempre que seja solicitada a vossa presença.
Além de me poderem contactar pessoalmente, mediante marcação prévia na caderneta do aluno, sempre que considerem necessário, poderão fazê-lo também por e-mail sabendo que responderei tão prontamente quanto possível.

Bom ano a todos
Permitam-me que reforce aqui alguns pontos focados na reunião de apresentação:

1. Faltas
Se o seu educando faltar por razões contempladas no estatuto do aluno deverá sempre justificar a falta na Caderneta do Aluno no espaço a isso destinado. Depois de cinco dias as faltas serão justificadas com atestado médico.
2. Pontualidade
O seu educando deverá chegar a horas à sala de aula. O atraso constante interfere no bom funcionamento das aulas e na sua avaliação. Há uma tolerância de 15 minutos que deverá ser tida como excepção e não regra.
3. Caderneta do aluno
A caderneta deverá ser devidamente preenchida pelo E.E. na sua totalidade, pois é o documento por excelência de contacto entre o encarregado de educação e o professor. Esta deverá acompanhar sempre o aluno. A mesma deverá estar acondicionada numa capa plástica. Não hesite em comunicar com a professora sempre que considere necessário.
4. TPC
O trabalho de casa deverá ser realizado pelo seu educando na sua totalidade, de preferência supervisionado por um adulto que o apoiará quando necessário.
Por favor, não faça os trabalhos pelo seu filho. Não estará a ajudá-lo, embora facilite em algumas situações.
5. Brinquedos
A escola não se responsabiliza pelo dano ou perda de brinquedos que o aluno traga para a escola, pelo que se aconselha que o aluno não os traga, até para não ser motivo de distração. Na sala de aula estão disponíveis jogos que o aluno poderá utilizar sempre que lhe seja permitido.
Dicas para o seu filho aprender a ser um estudante de sucesso:

1- Em casa, crie com o seu educando uma lista onde constem as tarefas que ele terá que executar diariamente: trabalhos de casa, tarefas de casa (como fazer a sua cama, pôr a mesa…), verificação do conteúdo da sua mochila, com todos os materiais necessários, etc. Este hábito irá desenvolver a sua autonomia, responsabilidade e organização.
2- Organize a sessão de trabalhos de casa com o seu filho
Antes de começar o trabalho de casa, ajude o seu educando a organizar as tarefas que terão que ser realizadas, começando pela mais simples, mas evitando que a mais longa ou difícil fique para o fim.
3. Espaço destinado ao tempo de estudo
O seu educando deverá estudar/ fazer os trabalhos de casa, sempre que possível, no mesmo espaço que deverá ser silencioso e com poucas distrações. Todos os materiais para a realização dos trabalhos deverão estar acessíveis. Se o seu educando lhe pedir para estar perto de si aquando da execução dos trabalhos, poderá fazê-lo monitorizando melhor o seu progresso e encorajando os bons hábitos de estudo.
4. Estabeleça um tempo para o estudo
O seu educando aprenderá que terá que reservar um determinado tempo destinado ao estudo e à realização dos trabalhos de casa. A melhor altura não será logo a seguir à escola. A maioria das crianças beneficia em usufruir primeiro de um tempo para relaxar ( através de brincadeiras, de um pouco de televisão,…) Elabore o horário com o seu educando. Se o seu filho/filha não tiver trabalhos de casa, num determinado dia, aproveite para rever com ele/ela matérias, ler ou pesquisar na internet algum tema do seu interesse.


A escola, mais do que ensinar a ler, escrever e contar, como era o lema antigo, deverá criar o gosto pela aprendizagem, fornecer ferramentas para formar cidadãos esclarecidos, participativos na vida da sua comunidade e país. A aprendizagem dos mecanismos da leitura deverá ter como fim último criar leitores. Um aluno que desenvolve o gosto pela leitura será sempre um melhor aluno que outro que só lê por obrigação. Um dia mais tarde, este será um adulto mais esclarecido, que questionará e explorará o mundo à sua volta com uma visão mais clara e será, certamente, menos manipulável.

Dicas que ajudarão o seu educando a desenvolver o gosto pela leitura

O seu educando ainda não domina a técnica da leitura, mas a pouco e pouco poderá ir colocando em prática algumas estratégias que ajudarão o seu filho/a a desenvolver o gosto pela leitura. Reserve um pouco do seu tempo diário para ler para o seu filho/a.
Coloque ao dispor do seu filho livros, revistas, jornais, por toda a casa.
Proporcione momentos em que o seu filho/a o veja a ler.
Promova atividades diversificadas em que a leitura seja estimulada; peça-lhe para ler placas com o nome das localidades quando viajam, a ementa no restaurante, regras de jogos, programação da TV, nomes das lojas, de medicamentos, etc.
Se houver uma biblioteca por perto, faça-o sócio, leve-o à biblioteca regularmente deixe-o participar em atividades adequadas à sua idade.
Esteja atento ao progresso da leitura do seu filho/a.
Peça para o seu filho lhe ler, ajude-o se necessário, caso mostre alguma insegurança.

***********************************************************************

Li este artigo e embora o título seja sugestivo ao contrário, pareceu-me muito interessante:

12 maneiras de ser a pior mãe do mundo

Uma vez, eu saí da loja, sem dar a bolacha que meu filho fez birra para conseguir. Uma mulher me parou no estacionamento e me disse que eu era a melhor mãe naquele local. Já minha filha não tinha tanta certeza disso. Quando seus filhos lhe disserem que você é má, tome isso como um elogio. A nova geração tem sido chamada de a mais preguiçosa, mais rude, e a com mais títulos da história. As histórias sobre crianças que são difíceis de lidar assustam até a melhor das mães. Novidade: não são apenas as crianças, são os pais. É fácil querer jogar a toalha e desistir de brigar com seus filhos. Afinal, todas nós não queremos ser a mãe legal? Não desista. Eles podem pensar que você é malvada agora, mas eles vão agradecer-lhe mais tarde.

Aqui estão 12 maneiras de ser a pior mãe do mundo:

1. Faça seus filhos irem para a cama a uma hora razoável. Será que existe alguém que não tenha ouvido o quão importante uma boa noite de sono é para o sucesso de uma criança? Faça seu papel de mãe e coloque seu filho na cama. Ninguém nunca disse que a criança tinha que querer ir para a cama. Eles podem brigar no início, mas com persistência, eles aprenderão que você está falando sério. E depois é só aproveitar para ter um tempo só seu ou para o casal.

2. Não dê a seus filhos sobremesa todos os dias. Doces devem ser guardados para ocasiões especiais. Isso é o que os deixa mais gostosos. Se você ceder às exigências de seu filho de ter doces o tempo todo, ele não vai apreciar o gesto quando alguém lhe oferecer um doce como recompensa ou presente. Além disso, imagine quanto isso pode custar caro quando o levar ao dentista e ao médico.

3. Faça-os pagar por suas próprias coisas. Se você quer algo, você tem que pagar por aquilo. É assim que funciona a vida adulta. Para conseguir tirar seus filhos do porão no futuro você precisa ensiná-los agora que eletrônicos, filmes, videogames, esportes e acampamentos que eles gostam têm um preço. Se eles tiverem que pagar tudo ou pelo menos parte do preço eles irão apreciar mais. Você também pode evitar pagar por algo que seu filho queira somente até conseguir aquilo. Se ele não está disposto a ajudar a pagar pelo menos metade, ele provavelmente não queira aquilo tanto assim.

4. Não mexa os pauzinhos. Alguns jovens têm dificuldade quando começam a trabalhar e percebem que as regras também se aplicam a eles. Eles precisam chegar no horário e fazer o que o chefe mandar. E (ai, ai!) parte do trabalho eles nem gostam de fazer. Se você não gosta do professor do seu filho, do seu parceiro de ciências, sua posição no campo de futebol ou no ponto de ônibus evite a tentação de mexer os pauzinhos para que seu filho consiga as coisas do jeito que ele preferir. Você está roubando a chance do seu filho de tirar o melhor e aprender com a situação. Lidar com uma situação menos que ideal é algo que ele terá que fazer o tempo todo na vida adulta. Se a criança nunca aprender a lidar com isso, você a está levando ao fracasso.

5. Faça-os fazer coisas difíceis. Não interfira automaticamente e tome conta quando as coisas se tornarem difíceis. Nada dá a seus filhos um melhor impulso de confiança do que não fugir do problema e realizar algo difícil por eles mesmos.

6. Dê-lhes um relógio e um despertador. Seu filho estará melhor se aprender as responsabilidades de controlar seu próprio tempo. Você não estará sempre lá para pedir pra ele desligar a TV e ir para seus compromissos.

7. Não compre sempre o melhor e o mais recente. Ensine seus filhos a terem gratidão e satisfação pelo que eles têm. Estar sempre preocupado com o próximo grande lançamento e quem já o tem vai levá-los a uma vida de dívidas e infelicidade.

8. Deixe-os experienciar a perda. Se seu filho quebrar um brinquedo, não compre um novo para substituí-lo. Ele vai aprender uma valiosa lição sobre cuidar de suas coisas. Se seu filho esquecer de entregar uma tarefa na escola, deixe-o ficar com uma nota mais baixa ou faça-o ir conversar por si mesmo com a professora sobre conseguir crédito extra. Você estará ensinando responsabilidade – quem não quer filhos responsáveis? Eles podem ajudá-la a se lembrar de todas as coisas que você se esquece de fazer.

9. Controle a mídia. Se todos os outros pais deixassem seus filhos pularem de uma ponte você também deixaria? Não deixe seu filho assistir a um filme ou jogar um videogame que seja inapropriado para crianças só porque as outras crianças o fizeram. Se você defender e lutar por manter a educação decente de seus filhos outros podem seguir suas ações. Crie uma pressão positiva.

10. Faça-o se desculpar. Se seu filho fizer algo errado, faça-o confessar e enfrentar as consequências. Não varra a grosseria, bullying, ou desonestidade pra debaixo do tapete. Se você errar, dê o exemplo e encare as consequências de seu erro.

11. Importe-se com suas maneiras. Até mesmo crianças pequenas podem aprender as noções básicas de como tratar outro ser humano com respeito e dignidade. Ao fazer da boa educação um hábito você estará fazendo a seus filhos um grande favor. Boas maneiras é o caminho certo para conseguir o que você quer. “Você pega mais moscas com mel do que com vinagre.”

12. Faça-os trabalhar – de graça. Seja ajudando a avó no jardim ou voluntariando-se para ser tutor de crianças mais novas, faça o serviço parte da vida de seus filhos. Isso os ensina a olhar além de si mesmos e ver que outras pessoas também têm necessidades e problemas – às vezes maior do que sua própria.

Com todo o tempo que você passar sendo má, não se esqueça de elogiar e recompensar seu filho por comportamento excepcional. E sempre se certifique que eles saibam que você os ama. Com um pouco de sorte, seus filhos podem virar o jogo e fazer sua geração conhecida por sua esperança e promessa.
Traduzido e adaptado por Sarah Pierina do original 12 ways to be the meanest mom in the world, de Megan Wallgren.

Ver mais em http://familia.com.br/12-maneiras-de-ser-a-pior-mae-do-mundo

2 comentários

2 thoughts on “Aos pais

  1. Obrigado pelas “dicas”, viu usar algumas ideias para organizar o tempo de estudo do João.

  2. Vanda

    Muito boas ideias ja pus em pratica com a Margarida Queiros

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: